Arabinose
Mais Informações
Flyer Informativo
Arabinose
Partilhar
A Arabinose é um açúcar com cinco átomos de carbono (pentose) com a função de aldeído em posição de aldose.

Suspeita-se que o arabitol produzido pelas leveduras do tracto gastrointestinal seja absorvido na circulação portal e de imediato convertido no fígado em arabinose, sendo esta eliminada pela urina sem metabolização endógena.

É possível que em crianças autistas possa haver deficiência de uma ou mais enzimas que participam no metabolismo das pentoses, e se verifiquem níveis elevados de arabinose ligada a proteínas do soro (glicoproteínas), que sofrem “glicolização” com alteração das suas funções e dos processos bioquímicos.

Proteínas ligadas à arabinose foram também encontradas nas glicoproteínas de doentes com esquizofrenia e em crianças com alterações do comportamento.

Existem níveis elevados de arabinose em amostras urinárias de mulheres com vulvovaginite devida a Candida spp.

A Candida spp aumenta a permeabilidade intestinal e produz Arabitol que leva ao aumento dos níveis de arabinose.

Qualquer substância que utilize o sistema Fenol-Sulfuro-transferase também aumenta a permeabilidade da parede intestinal (acetaminofeno, citrinos, chocolate e maçã).Um mecanismo de eficácia no tratamento da Candidíase, não passa só pelo uso de antimicóticos, mas também pela restrição concomitante de açúcares e de carbohidratos.

100 ml de urina (primeira urina da manhã) em recipiente estéril.
Não ingerir nos três dias anteriores à colheita da amostra: legumes, cerejas, maçãs, tomates, cevada ou aveia.
ARAB: Arabinose
Labco Diagnostic Network     Copyright © 2009-2017 Labco. Todos os direitos reservados.
criado por mediadetails - comunicação interactiva